Mostrando itens por marcador: cadadiamelhor

Terça, 07 Julho 2020 00:55

COMUNICADO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 33.704 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes, 19.088 foram confirmados, sendo 6.611 por RT-PCR e 12.477 por teste rápido, 14.616 foram descartados e 376 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 248 em Alto Alegre, 181 no Amajari, 14.785 casos foram notificados em Boa Vista, 212 em Bonfim, 435 no Cantá, 211 em Caracaraí, 424 em Caroebe, 105 em Iracema, 350 em Mucajaí, 122 em Normandia, 710 em Pacaraima, 572 em Rorainópolis, 361 em São João da Baliza, 81 em São Luiz e 84 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 289 em Alto Alegre, 122 em Amajari, 11.621 notificações ocorreram em Boa Vista, 181 em Bonfim, 177 no Cantá, 215 em Caracaraí, 197 em Caroebe, 119 em Iracema, 637 em Mucajaí, 76 em Normandia, 160 em Pacaraima, 386 em Rorainópolis, 146 em São João da Baliza, 80 em São Luís e 39 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 376 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 07 em Alto Alegre, 03 em Amajarí, 301 no município de Boa Vista, 05 no Bonfim, 07 no Cantá, 03 em Caracaraí, 02 em Caroebe, 04 em Iracema, 05 em Mucajaí, 07 em Normandia, 17 em Pacaraima, 10 em Rorainópolis, 02 em São João da Baliza, 01 São Luiz e 01 em Uiramutã.

Além disso, 4.483 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 53 em Alto Alegre, 31 em Amajari, 3.384 são de Boa Vista, 77 de Bonfim, 213 no Cantá, 33 em Caracaraí, 104 em Caroebe, 08 em Iracema, 62 em Mucajaí, 13 em Normandia, 173 em Pacaraima, 144 em Rorainópolis, 37 em São João da Baliza, 57 de São Luiz e 06 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

Os candidatos classificados no Processo Direta 2020-03 devem ficar atentos. Termina na nesta terça-feira, 7, o prazo para assinatura do contrato de trabalho. Essa é uma das medidas adotadas pelo Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), para reforçar a força de trabalho no Hospital de Campanha - APC (Área de Proteção e Cuidados).

Os candidatos devem comparecer à sala da CGTES (Coordenadoria Geral de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde), na sede da Sesau, das 8h às 18h, sem intervalo pra almoço. O certame ofereceu 1.075 vagas distribuídos entre 300 médicos plantonistas, 600 técnicos em enfermagem, 40 nutricionistas, 15 motoristas socorristas e 120 auxiliares de serviços de saúde. O excedente - 1.820 candidatos ao todo - ficará na lista de reserva.

De acordo com Claudimar Rita Costa, que integra a equipe da CGTES, responsável pelo processo de contratação, é fundamental que os candidatos se atentem aos prazos do edital. “É necessário que os candidatos tenham atenção aos prazos, para evitar transtornos e atrasos. O objetivo é que os novos servidores comecem a atuar de imediato no Hospital de Campanha, para garantir o reforço no enfrentamento ao Coronavírus”, explicou Claudimar.

Djessica Mendes, uma das candidatas a técnica em enfermagem, conta sobre sua expectativa para o novo trabalho e incentiva profissionais a se engajarem na luta contra a COVID-19. “Eu me candidatei com o objetivo de contribuir para que a equipe de enfermagem não fique sobrecarregada. É muito importante que os profissionais qualificados e experientes, que tenham disponibilidade de horário, participem de contratações como essa, para agregar na luta contra o Coronavírus”, disse.

DOCUMENTAÇÃO - É importante lembrar que para a assinatura dos contratos os candidatos devem comparecer à CGTES com todos os documentos estabelecidos no edital, que são:

 - Carteira de Identidade ou outro documento oficial com foto;

- CPF;

- Título Eleitoral junto com o comprovante das duas últimas eleições (1º e 2º turnos) ou Certidão de Quitação Eleitoral emitida pelo TSE ou TREs

- Comprovante de quitação do serviço militar para candidatos do sexo masculino;

- Diploma devidamente reconhecido;

- Comprovante de regularidade nos respectivos conselhos de classe;

- Comprovante de residência;

- Currículo Vitae assinado, junto com as cópias dos documentos que comprovem a formação, a participação em cursos de aperfeiçoamento, extensão, aprimoramento, participação em congressos, conferências, simpósios com as respectivas cargas horárias (mínimo 30 horas) e a experiência profissional.

 

Publicado em DESTAQUES

Ações integradas são fundamentais para o reforço do trabalho de enfrentamento ao Coronavírus (COVID-19). Em Roraima, o Governo do Estado tem intensificado o contato com as prefeituras para garantir o auxílio necessário na área de saúde. Em Rorainópolis, por exemplo, a parceria entre a gestão do Hospital Regional Sul Ottomar de Sousa Pinto e a prefeitura tem sido fundamental para a recuperação dos pacientes.

O hospital foi reorganizado e, com isso, foi estabelecido um fluxo de atendimento em uma área instalada apenas para pacientes com suspeita ou confirmação de COVID-19. O trabalho ganhou reforço com insumos e medicamentos cedidos pela gestão municipal e profissionais para atuar na unidade hospitalar.

“Essa parceria com a Prefeitura de Rorainópolis começou no início da pandemia, quando instalamos uma tenda na frente do hospital para prestar o primeiro atendimento aos pacientes com suspeita de COVID-19. Foi então que iniciamos as tratativas para fortalecer o trabalho e melhorar o atendimento”, esclareceu o diretor do hospital, Élson Alves.

Para a implantação da enfermaria exclusiva para o tratamento de pacientes acometidos pela COVID-19, a gestão municipal disponibilizou profissionais e medicamentos.

Segundo o diretor, por dia são atendidos em média 200 pacientes com algum sintoma de COVID-19 e, por meio do trabalho integrado, foi possível prestar a assistência necessária de forma precoce, evitando a superlotação no HGR. “O trabalho conjunto é fundamental nesse momento para que os esforços sejam direcionados ao mesmo objetivo: o de salvar vidas”, complementou.

 

 

 

Publicado em DESTAQUES

Desde que foi lançada a plataforma Parr (Produtos da Agricultura de Roraima), que pode ser acessada por meio do endereço eletrônico parr.rr.gov.br, a Seapa (Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento) já inseriu mais de 150 itens da agricultura, entre produtores individuais e cooperativas. Neste momento, são 96 cadastros, entre produtores, feirantes, cooperativas e atacadistas na plataforma digital.

Seu Manoel Abreu, produtor rural do município de Cantá, fez o seu cadastro na plataforma Parr e colocou diversos produtos para vender. "A expectativa é que dê certo esse tipo de negócio. É bom, porque a gente já tem o comprador para procurar mercadoria, pra gente não tá correndo atrás de um e de outro. A gente coloca o preço, aí entram em contato com a gente, depois vamos negociar o preço com o comprador", disse, mostrando que já sabe como funciona a operacionalização do sistema digital de vendas.

Segundo o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Emerson Baú, o produtor rural de qualquer município do Estado de Roraima pode e deve oferecer seus produtos na plataforma Parr.

"Pensamos e construímos a plataforma como uma ferramenta de suporte. Tem muito produtor rural querendo vender e, ao mesmo tempo, tem muito consumidor à procura de alimentos frescos e saudáveis. E a linguagem do site, também foi pensada para facilitar todos os acessos", explicou Emerson Baú.

Várias instituições são parceiras da plataforma Parr, como o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Roraima) e a Faerr (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Roraima), Fier (Federação das Indústrias do Estado de Roraima) e sistema OCB/RR (Sindicato e Organização das Cooperativas de Roraima). Todo o sistema está sendo gerido pela própria Seapa, que faz a manutenção no site.

Dificuldade para escoar a produção

Seu Manoel conta que produz bastante em seu sítio no Cantá. Para ele, a maior dificuldade, principalmente por conta de pandemia do novo Coronavírus, é vender os produtos e a plataforma Parr veio para resolver essa questão, facilitando a vida de quem vende e de quem compra.

"Eu trabalho com mamão, feijão verde, macaxeira, abóbora, laranja, cheiro verde, couve, alface, banana, melancia, quiabo e milho. Tudo isso eu planto. Eu gostei da ideia da plataforma, porque a gente já sabe que vai conseguir colocar o produto no mercado. Porque hoje, a gente chega na feira com um produto, é um uma calamidade para conseguir vender, fica lutando, vem um e põe um preço e às vezes a gente volta com produto por falta de comprador”, frisou seu Manoel.

Funcionalidades do sistema

O usuário pode acessar a plataforma Parr no endereço eletrônico parr.rr.gov.br e escolher o município de Roraima onde quer realizar a compra e o produto a ser comprado ou vendido. Em seguida, o usuário encontra informações do contato do vendedor ou comprador. Dentre as funcionalidades, estão os filtros de preço, forma de venda e entrega (delivery ou presencial). O resultado será compras de maneira rápida e segura.

O vendedor deve fazer o cadastro inicial para acessar a plataforma - que é intuitiva e fácil de usar. Após fazer o login, preenche o formulário com todas as informações do produto que pretende vender: a unidade, preço, escolha da opção de entrega, a modalidade de atacado ou varejo. A foto do produto é importante no cadastro. Após todas as etapas, o sistema verifica os dados para validar e põe o produto no ar.

Publicado em DESTAQUES

Valorizar os servidores estaduais é uma das prioridades do Governo do Estado. E no mês que se comemoram os 16 anos da Polícia Civil de Roraima, o governador Antonio Denarium anunciou a promoção de todas as categorias da instituição.

A decisão foi tomada nesta segunda-feira, 6, em reunião com os deputados Nilton do Sindipol, Renan Filho, o delegado-geral, Herbert Cardoso e o chefe da Casa Civil, Soldado Sampaio.

"Assumimos o compromisso de realizar a promoção no mês de aniversário de 16 anos de criação da PCRR, que é uma das principais instituições da nossa segurança pública, executando um relevante trabalho em prol da sociedade roraimense", reforçou Denarium.

A promoção será efetivada dia 19 de julho, para celebrar a data em que a PCRR foi implantada em Roraima. Um compromisso assumido pelo governador Antonio Denarium, que tem se dedicado para garantir a melhoria da segurança pública do Estado.

"A atual gestão está trabalhando para reequilibrar as finanças do Governo do Estado e valorizar não apenas a segurança, más todas as categorias que compõem o Executivo estadual e os servidores que dedicam seus dias garantindo o atendimento da população", destacou o governador.

Criação de comissão

A Delegacia Geral de Polícia Civil de Roraima instituiu uma Comissão de Acompanhamento e Assessoramento para auxiliar na tramitação do processo de promoção das carreiras dos policiais civis. A comissão foi instituída pelo delegado geral, Herbert de Amorim Cardoso, no dia 12 de maio.

"Realizamos um levantamento para saber quantos policiais têm direito à ascensão profissional. Ao todo seis policiais civis, representantes dos nove cargos que, junto ao Consupol (Conselho Superior de Polícia Civil), vão acompanhar as ações previstas para a concessão da promoção à categoria", destacou Cardoso.

O delegado geral disse que a promoção dos policiais é uma demanda que era esperada há várias gestões e que será atendida agora, após o Governo do Estado ter equilibrado as contas públicas.

"Esse processo estava paralisado, mas o governador autorizou que iniciássemos os procedimentos necessários para assegurar a promoção e instituímos a comissão, dando toda a transparência a este certame”, destacou.

 

Publicado em MANCHETES

As inscrições para o processo seletivo simplificado da Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social), ofertando 462 vagas temporárias, sendo 176 para contratação imediata em funções de níveis fundamental, médio e superior, com remunerações de até R 3.917,62, encerram nesta segunda-feira, 6.

Para o nível fundamental, as oportunidades são na função de auxiliar de cuidado, com remuneração de R$ 1.100,00. Já para o nível médio as vagas são nas funções de cuidador e coordenador, que oferecem salário de R$ 1.550,00 e R$ 2.000,00, respectivamente. Para o nível superior, as vagas são para assistente social e psicólogo, cuja remuneração é de R$ 3.917,62.

INSCRITOS - No período da manhã foram contabilizadas 9 mil inscrições, sendo o maior número de candidatos para o cargo de cuidadores com mais de 4.440 inscrições, seguido por auxiliar de cuidador com 2.200 registros, coordenadores acima de 1.500 inscritos, assistente social com 500 inscrições e psicólogo com 350 inscritos.

COMO SE INSCREVER - Para efetuar a inscrição, o candidato deve acessar o site do Instituto Selecon (www.selecon.org.br), até esta segunda, 6 de julho. A seleção será feita mediante análise de títulos.  O resultado final do processo seletivo está previsto para o dia 18 de julho. O processo seletivo terá validade de seis meses, podendo ser prorrogado por igual período. Os contratados irão atuar no enfrentamento à Covid-19 nos Abrigos Institucionais e Casas Lares da secretaria.

Serviço: Processo seletivo Setrabes-RR

Vagas: 462 (176 imediatas e 286 para cadastro)

Escolaridade: fundamental, médio e superior

Inscrições: de 4 a 6 de julho de 2020

Inscrição gratuita

Site para Inscrição: www.selecon.org.br

Publicado em DESTAQUES
Domingo, 05 Julho 2020 01:03

COMUNICADO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS. A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 33.293 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.
Destes, 18.922 foram confirmados, sendo 6.595 por RT-PCR e 12.327 por teste rápido, 14.371 foram descartados e 368 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 245 em Alto Alegre, 180 no Amajari, 14.567 casos foram notificados em Boa Vista, 207 em Bonfim, 434 no Cantá, 205 em Caracaraí, 424 em Caroebe, 104 em Iracema, 347 em Mucajaí, 122 em Normandia, 815 em Pacaraima, 569 em Rorainópolis, 359 em São João da Baliza, 84 em São Luiz e 52 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 286 em Alto Alegre, 122 em Amajari, 11.389 notificações ocorreram em Boa Vista, 181 em Bonfim, 176 no Cantá, 213 em Caracaraí, 197 em Caroebe, 118 em Iracema, 634 em Mucajaí, 76 em Normandia, 176 em Pacaraima, 390 em Rorainópolis, 143 em São João da Baliza, 83 em São Luís e 16 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 368 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 07 em Alto Alegre, 03 em Amajarí, 293 no município de Boa Vista, 05 no Bonfim, 06 no Cantá, 03 em Caracaraí, 02 em Caroebe, 04 em Iracema, 05 em Mucajaí, 07 em Normandia, 17 em Pacaraima, 10 em Rorainópolis, 03 em São João da Baliza, 01 São Luiz e 01 em Uiramutã.

Além disso, 4.483 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 53 em Alto Alegre, 31 em Amajari, 3.384 são de Boa Vista, 77 de Bonfim, 213 no Cantá, 33 em Caracaraí, 104 em Caroebe, 08 em Iracema, 62 em Mucajaí, 13 em Normandia, 173 em Pacaraima, 144 em Rorainópolis, 37 em São João da Baliza, 57 de São Luiz e 06 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo simplificado da Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social), que oferece 462 vagas temporárias, sendo 176 para contratação imediata, em funções de níveis fundamental, médio e superior, com remunerações de até R 3.917,62.

Para o nível fundamental, as oportunidades são na função de Auxiliar de Cuidado, com remuneração de R$ 1.100,00. Já para o nível médio, as vagas são nas funções de Cuidador e Coordenador, que oferecem salário de R$ 1.550,00 e R$ 2.000,00, respectivamente; para o nível superior, as vagas são para Assistente Social e Psicólogo, cuja remuneração é de R$ 3.917,62.

Prazo de inscrição vai até segunda, dia 6

É preciso atenção ao calendário. As inscrições são gratuitas e poderão ser feitas até segunda-feira, 6 de julho, pela internet no site do Instituto Selecon. A seleção será feita mediante análise de títulos.  O resultado final do processo seletivo está previsto para o dia 18 de julho.

O certame terá validade de seis meses, podendo ser prorrogado por igual período. Os contratados irão atuar no enfrentamento à Covid-19 nos Abrigos Institucionais e Casas Lares da Secretaria.

“Através deste processo seletivo emergencial, teremos a plena condição de executar as atividades em todas as unidades descentralizadas da Setrabes, em 2020. Todo o processo foi realizado de forma organizada em parceria com o Instituto Selecon, onde começamos a discutir todos os procedimentos. Inclusive, desde o mês de abril, foi instituída pela Pasta uma comissão responsável por organizar todo o certame”, informou a secretária Tânia Soares.

“Vamos colocar toda nossa expertise à disposição, para que o Estado seja beneficiado com a contratação de profissionais bem capacitados. O Governo do Estado, que atualmente desenvolve diversas políticas de inclusão social para o povo de Roraima, pode ficar seguro no serviço que será prestado e ter a certeza de que poderá atender aos anseios da população, uma vez que seus profissionais estarão aptos para desenvolver um excelente trabalho", disse Marcus São Thiago, diretor de Concursos e Processos Seletivos do Selecon.

Serviço

Processo seletivo Setrabes-RR

Vagas: 462 (176 imediatas e 286 para cadastro de reserva)

Escolaridade: nível fundamental, médio e superior

Inscrições: de 4 a 6 de julho de 2020

Inscrição gratuita

Site para Inscrição: www.selecon.org.br.

Publicado em DESTAQUES
Sábado, 04 Julho 2020 11:06

COMUNICADO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS. 

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br. 

 A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 33.003 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde. Destes, 18.769 foram confirmados, sendo 6.565 por RT-PCR e 12.204 por teste rápido, 14.234 foram descartados e 364 óbitos. 

 Com relação apenas as confirmações para a doença, 245 em Alto Alegre, 180 no Amajari, 14.444 casos foram notificados em Boa Vista, 204 em Bonfim, 434 no Cantá, 205 em Caracaraí, 422 em Caroebe, 103 em Iracema, 347 em Mucajaí, 122 em Normandia, 815 em Pacaraima, 560 em Rorainópolis, 345 em São João da Baliza, 84 em São Luiz e 51 em Uiramutã. 

 Já sobre os casos descartados, 286 em Alto Alegre, 122 em Amajari, 11.269 notificações ocorreram em Boa Vista, 180 em Bonfim, 175 no Cantá, 213 em Caracaraí, 196 em Caroebe, 117 em Iracema, 634 em Mucajaí, 76 em Normandia, 176 em Pacaraima, 383 em Rorainópolis, 138 em São João da Baliza, 82 em São Luís e 16 em Uiramutã. 

 O Estado também contabiliza 364 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 07 em Alto Alegre, 03 em Amajarí, 291 no município de Boa Vista, 05 no Bonfim, 06 no Cantá, 03 em Caracaraí, 02 em Caroebe, 04 em Iracema, 05 em Mucajaí, 07 em Normandia, 17 em Pacaraima, 09 em Rorainópolis, 02 em São João da Baliza, 01 São Luiz e 01 em Uiramutã. 

 Além disso, 4.430 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. 

 Deste total, 53 em Alto Alegre, 31 em Amajari, 3.384 são de Boa Vista, 77 de Bonfim, 165 no Cantá, 33 em Caracaraí, 104 em Caroebe, 08 em Iracema, 59 em Mucajaí, 13 em Normandia, 173 em Pacaraima, 142 em Rorainópolis, 37 em São João da Baliza, 57 de São Luiz e 06 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença. 

Publicado em DESTAQUES

O esforço conjunto de órgãos públicos e entidades privadas, bem como instituições sem fins lucrativos, tem sido fundamental para o reforço das ações de enfrentamento ao Coronavírus (COVID-19). Na tarde desta sexta-feira, dia 3, a Sesau (Secretaria de Saúde) recebeu do CICV (Comitê Internacional da Cruz Vermelha) em Roraima a doação de EPI's (Equipamento de Proteção Individual) e produtos de higiene e limpeza.

Para o secretário adjunto de Saúde, Armando Santos, a ajuda é bem-vinda e reforçará as medidas adotadas pelo Estado para conter os impactos da pandemia. “Toda contribuição à população é sempre uma ajuda importante. O trabalho solidário da Cruz Vermelha tem feito a diferença no Brasil e no mundo e nós agradecemos essa parceria”, disse o secretário.

O material arrecadado será direcionado a Pacaraima, onde atenderá as necessidades do Hospital Délio de Oliveira Tupinambá. Entre os insumos arrecadados, estão luvas cirúrgicas, máscaras de proteção, álcool em gel, sabão líquido, fraldas geriátricas, papel toalha, água sanitária e macacões de proteção.

De acordo com o chefe do escritório da CICV em Boa Vista, Fernando Fornaris, o trabalho humanitário tem como foco contribuir para o atendimento na área de saúde e, com isso, ajudar o maior número de pessoas. “A Cruz Vermelha, como entidade humanitária, compartilha com as autoridades locais a responsabilidade de cuidar das populações mais vulneráveis. Por isso, consideramos importante fortalecer as ações de prevenção contra a propagação do vírus”, explicou.

--

Publicado em DESTAQUES
Página 1 de 172