Mostrando itens por marcador: cadadiamelhor

Terça, 07 Abril 2020 23:16

COMUNICADO

A Secretaria de Saúde, por meio do COE-RR (Centro de Operações Emergenciais em Saúde Pública de Roraima), torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorre diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal www.roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 221 notificações para o COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde. Deste total, 30 são considerados suspeitos, 142 foram descartados e 49 foram confirmados.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 42 casos foram notificados em Boa Vista, 03 no Bonfim, 03 na cidade de Cantá e 01 em Alto Alegre.

Em relação aos casos suspeitos, conforme o boletim desta terça-feira, 07, foram notificados 27 casos suspeitos em Boa Vista, 01 no Cantá, 01 em Caroebe e 01 em Pacaraima.

Já sobre os casos descartados, 115 notificações ocorreram em Boa Vista, 10 em Pacaraima, 06 em Bonfim, 05 em Mucajaí, 03 no Cantá, 02 em  Rorainópolis e 01 em Caroebe.

O Estado também contabiliza 01 óbito por Covid-19 no município de Boa Vista. Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

 

Publicado em DESTAQUES

A Saúde em Roraima, assim como em outros Estados brasileiros possui desafios que precisam ser vencidos, e o Governo do Estado, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde) não tem medido esforços para alcançar a reestruturação da saúde roraimense. Entre as medidas está a execução de uma política de gestão que atenda as necessidades da administração pública, bem como as demandas dos profissionais de saúde.

Nesta terça-feira, dia 7, a manhã foi dedicada à construção de um trabalho integrado entre a Sesau, Segad (Secretaria de Administração e Gestão Estratégica) e o Sindprer (Sindicato dos Profissionais de Enfermagem do Estado de Roraima), para o avanço das ações de governo.

“A cada jornada de trabalho os profissionais da saúde buscam motivação para executar as tarefas da melhor maneira possível, e seguem firmes no propósito de garantir às pessoas que buscam no SUS [Sistema Único de Saúde] um atendimento humanizado e de excelência. A gestão do governador Antonio Denarium reconhece esse empenho, por isso vamos manter o diálogo constantemente e estaremos sempre de portas abertas para promover discussões na busca pelo entendimento”, ressaltou o secretário de saúde, Francisco Monteiro.

Entre os pontos discutidos no encontro, foi tratado sobre o acordado firmado entre a categoria e o Governo do Estado, no mês de janeiro. Foi apresentado ao presidente do Sindprer, Melquisedek da Silva Menezes, todo o planejamento que resultou na regularização das faltas, referentes à greve realizada pela categoria. Além disso, foram apresentadas as alterações no PCCR (Plano de Cargos, Carreiras e Salários).

Monteiro definiu a reunião como produtiva e esclarecedora. “Foi uma conversa franca e honesta, onde apresentamos os pontos que foram trabalhados, aqueles em que houve uma resolutividade por parte da gestão, bem como os que ainda precisam de uma análise mais profunda, devido à complexidade do tema”, complementou o secretário.

“Esperamos daqui pra frente fortalecer ainda mais esse contato, para que juntos possamos reafirmar à responsabilidade e comprometimento com o trabalho em prol do bem estar da população e dos trabalhadores da área de saúde. Essa a maior preocupação do Governo do Estado e vamos trabalhar incansavelmente para que esse objetivo seja alcançado”, ressaltou Monteiro.

 

Publicado em DESTAQUES

O Dia Mundial da Saúde, celebrado nesta terça-feira, dia 7, este ano tem um significado especial para todos os profissionais que atuam na área. Em meio à pandemia do novo coronavírus, no mundo inteiro, os profissionais da saúde encaram os desafios de frente, com o compromisso diário de salvar vidas. O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), parabeniza todos esses servidores guerreiros que demonstram todos os dias o amor pela profissão.

A data, criada em 1948 em alusão à 1ª Assembleia Mundial da Saúde da OMS (Organização Mundial da Saúde), serve como uma forma de celebração de todos que auxiliam no trabalho da saúde.

“Nos últimos meses estes profissionais têm reafirmado a cada dia a responsabilidade e comprometimento com o trabalho, doando horas de suas vidas, durante a manhã, tarde, noite e madrugada, para garantir a proteção de toda a população. E eles merecem os nossos parabéns e a nossa gratidão”, ressalta o secretário de saúde, Francisco Monteiro Neto.

E quando o assunto é atender bem a população vale reforçar o recado sobre a maneira mais eficaz de vencer a batalha contra o coronavírus. “Todos os dias orientamos pacientes que recebem alta e acompanhantes sobre a necessidade do isolamento social, lavagem constante das mãos com álcool em gel ou água e sabão, a importância de evitar o contato das mãos com os olhos, nariz e boca, e a recomendação de cobrir o rosto ao tossir ou espirrar. São cuidados simples que cada um pode seguir”, enfatizou a médica Débora Maia, diretora geral do HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento).

No Bloco A do HGR, os funcionários reproduziram uma corrente de internet, que se popularizou em unidades de saúde de todo o Brasil nas últimas semanas, de segurar cartazes recomendando o isolamento. A atitude também foi reproduzida no Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth.

 “É uma forma de mostrar que não há só dedicação ao trabalho, mas também carinho com quem mais precisa, e é por isso que pedimos que quem pode ficar em casa que aproveite esse momento e se resguarde, reflita, faça leitura, brinque com os filhos, enfim, mantenham o isolamento social”, complementou a diretora.

 REESTRUTURAÇÃO – A Saúde em Roraima, assim como em outros Estados brasileiros possui desafios que precisam ser vencidos, e o Governo do Estado não tem medido esforços para alcançar a reestruturação da saúde roraimense.

Obras como a ampliação do Grande Trauma e a reforma do Bloco B, além da conclusão do Bloco E, no HGR, são exemplos destas ações, assim como a construção da Maternidade de Rorainópolis e o Centro de Especialidades Médicas.

O Bloco E do HGR terá 130 leitos divididos entre o primeiro e o segundo piso. No terceiro piso serão 40 novos leitos de UTI e no quarto piso 10 salas cirúrgicas. A obra será entregue ainda este ano, reforçando, junto com outras diversas obras, a infraestrutura da saúde estadual.

Com 75% dos trabalhos concluídos, a obra da Maternidade de Rorainópolis está atualmente na fase de pavimentação externa, com aterro e meio-fio. Na parte interna, as paredes estão sendo pintadas e louças e metais sanitários sendo instalados, além de finalização da rede elétrica, de gases e sistema de combate a incêndio.

“A cada plantão cumprido, esses servidores buscam motivação para desempenhar suas funções da melhor maneira possível, e a gestão segue firme no propósito de garantir às pessoas que buscam o Sistema Único de Saúde, um atendimento humanizado e de excelência”, finalizou o secretário. 

 

Publicado em DESTAQUES

O Governo de Roraima notificou extrajudicialmente a Grão Norte (Cooperativa de Produção Agropecuária do Extremo Norte Brasileiro), para entregar o complexo de Silos, após quase 18 anos de comodato. A medida foi realizada por meio da assessoria especializada da Seapa (Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento) com orientação jurídica da Proge (Procuradoria Geral do Estado).

A unidade beneficiadora de grãos, localizada na BR-174, região do Monte Cristo, zona rural de Boa Vista, tem capacidade de armazenar até 27 mil toneladas de grãos, como soja e milho. Ela foi cedida à Grão Norte por meio de comodato, no ano de 2002.

Segundo o titular da Seapa, Emerson Baú, a pasta, recebeu informações de supostas irregularidades de desvios, desde o final do ano passado, porém não eram denúncias formais, o que inviabilizava, a apuração. Entretanto, no final de fevereiro deste ano, foi feito um B.O. (Boletim de Ocorrência) que foi lavrado no 3º DP (Distrito Policial), pelos produtores rurais, onde relatava que os estoques de grãos estavam reduzidos.

Baú ainda explica que mesmo sem ter responsabilidade em relação à cooperativa, como o complexo de armazenamento é do Governo de Roraima, a Seapa estudou o que poderia ser feito para dar uma resposta imediata aos produtores que estão hoje com um prejuízo em torno de R$ 10 milhões.

O caso foi encaminhado para o governador Antonio Denarium, e a Proge decidiu pela quebra da cessão dos Silos. “A partir do momento que tivemos a denúncia estruturada e formalizada dos desvios que estavam acontecendo lá”, informou Baú.

O último contrato de cessão do Complexo de Silos foi assinado em 2017, com validade até o final de 2021. A Notificação Extrajudicial para a Desocupação de Imóvel Público foi feita no dia 19 de março, com prazo de 10 dias úteis para a total desocupação da estrutura. Depois disso, a Seapa representando o Governo de Roraima, assume o espaço.

“Estamos aguardando a definição da parte jurídica, para saber o que fazer com o estoque existente ainda no local, pois este estoque não pertence ao Governo de Roraima e não nos responsabilizamos sobre ele”, explicou o secretário.

SEGURANÇA PARA PLANTAR – Conforme o titular da Seapa, o governador Antônio Denarium, desde que assumiu em 2019, faz um trabalho de reestruturação do setor produtivo do Estado, tanto que do ano passado para este houve um aumento de 20% em áreas plantadas.  “Nossa preocupação a partir dessas supostas irregularidades era da quebra de confiança do produtor junto ao Estado de Roraima. Queremos garantir ao produtor que ele terá um lugar para poder fazer o depósito dos seus grãos, literalmente o depósito da sua produção”, afirma.

Ele ressalta ainda que o Governo do Estado preza pela transparência. “O recado que queremos deixar para o produtor rural é, o governo do Estado não compactua com erros alheios, não aceita desvios de conduta e por isso faz essa iniciativa de retomar os silos para garantir ao produtor que este ano ele possa sim plantar, e que a partir da colheita ele vai ter um local seguro para colocar seus grãos”, disse.

DESTINO DOS SILOS – As estruturas de beneficiamento e armazenamento de grãos são fundamentais dentro da cadeia produtiva, pois possibilitam à limpeza, classificação e secagem dos grãos, garantindo que mantenham a qualidade durante o armazenamento, que por sua vez propicia que o produto seja comercializado em períodos mais favoráveis ao produtor, diminuem a demanda por logística no período da safra, evitando sobrecarga nas estradas e portos, e garante um estoque para os consumidores locais, diminuindo custos com logística.

Baú relata que várias alternativas estão sendo estudadas para definir a administração dos silos. Ela pode ser direta, ou como cessão onerosa, onde é feita uma licitação aberta de concorrência ampla para que as empresas, cooperativas de silos e grupos de interesses, venham a concorrer e façam a melhor oferta para aquele espaço e assim, remunerem o governo pelo uso da estrutura. A terceira alternativa que também está sendo estudada, em médio prazo, é fazer um leilão dos silos, ou seja, fazer a venda de forma totalmente legal e seguindo os parâmetros exigidos pela lei.

 

HISTÓRICO – No ano de 1998, o governo do Estado lançou o “Projeto Integrado de Exploração Agropecuária e Agroindustrial do Estado de Roraima”, com o intuito de fomentar o desenvolvimento da cadeia produtiva de grãos. Desta forma, foi construída no ano de 2001, a unidade beneficiadora de grãos, que logo depois foi concedida à Grão Norte, fundada em 1998 por produtores de soja, participantes do projeto em questão. 

 

Publicado em MANCHETES
Terça, 07 Abril 2020 11:52

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

A Secretaria de Saúde, por meio do COE-RR (Centro de Operações Emergenciais em Saúde Pública de Roraima), torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorre diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal www.roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 189 notificações para o COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde. Deste total, 06 são considerados suspeitos, 141 foram descartados e 42 foram confirmados.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 36 casos foram notificados em Boa Vista, 03 no Bonfim e 03 na cidade de Cantá.

Em relação aos casos suspeitos, conforme o boletim desta segunda-feira, 06, foram notificados 05 casos suspeitos em Boa Vista e 01 no Cantá.

Já sobre os casos descartados, 115 notificações ocorreram em Boa Vista, 10 em Pacaraima, 06 em Bonfim, 05 em Mucajaí, 02 em Rorainópolis, 02 no Cantá e 01 em Caroebe.

O Estado também contabiliza 01 óbito por Covid-19 no município de Boa Vista. Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

Nesta segunda-feira, 6, a Seed (Secretaria de Educação e Desporto), retomou as aulas não presenciais na rede estadual de ensino na capital e interior de Roraima, inclusive nas  comunidades indígenas, atendendo o estabelecido no Decreto n° 28.663-E, de 31 de março de 2020.

Durante o recesso antecipado no período de 17 a 31 de março, as equipes pedagógicas da Seed trabalharam na elaboração de estratégias que seriam adotadas. Na semana passada, os estudos se intensificaram junto com as equipes pedagógicas das escolas.

A Seed elaborou um Plano de Implementação de atividades não presenciais para orientar gestores, coordenadores pedagógicos, professores, pais e alunos.

 Serão utilizadas duas frentes de atuação, uma para atender alunos com acesso à internet e outra para atender os estudantes que não dispõem desse recurso. Para isso, as escolas fizeram um trabalho de mapeamento dos estudantes.

Para os alunos que têm acesso à internet, cada escola terá autonomia para definir a tecnologia a ser utilizada conforme a realidade de cada instituição de ensino, entre eles, redes sociais Whatsapp, Facebook, Youtube, aplicativos de encontros via web, entre outros.

Por meio desses recursos, serão encaminhadas microaulas, vídeos explicativos, conteúdos e demais atividades pedagógicas elaboradas pelos professores.

 Para os estudantes que não tem acesso à internet, serão confeccionados guias e apostilas com conteúdos didáticos e atividades escolares. Os pais ou responsáveis poderão retirar o material na escola, com prazo para ser devolvido com a realização das atividades propostas.

Essas frentes de atuação serão adotadas nas escolas da capital, interior e também nas comunidades indígenas. As unidades de ensino que possuem alunos que moram distante da escola e que não têm  acesso à internet, o material será entregue com o apoio do serviço de transporte escolar.

A Seed realizou reunião com as empresas que prestam o serviço e articulou a forma de trabalho durante este período. Os estudantes foram mapeados e toda a ação foi realizada em conjunto pelo DGE (Departamento de Gestão Escolar) e Diei (Divisão de Educação Indígena).

Os seis Centros Regionais de Ensino Indígena estão recebendo impressoras e papel para a confecção de material didático para a distribuição aos estudantes das escolas indígenas, por meio do transporte escolar.

FLEXIBILIZAÇÃO - A secretária de Educação e Desporto, Leila Perussolo, destacou que este é um momento extremamente novo para todos em razão da Covid-19 e que nesse momento é preciso paciência para se encontrar caminhos possíveis.

“É uma situação nova, mas estamos trabalhando para minimizar os prejuízos e impactos. Diante dessa pandemia, o Ministério da Educação e os Conselhos de Educação já têm sinalizado para que os sistemas estaduais organizem, a partir de sua condição de trabalho, a flexibilização dos dias letivos”, explicou Leila Perussolo.

Ou seja, a flexibilização dos dias letivos indica que cada secretaria estadual poderá trabalhar excepcionalmente sem a exigência do cumprimento dos 200 dias letivos estabelecido em lei. A flexibilização foi autorizada pela Medida Provisória n° 934, de 1° de abril de 2020.

Por fim, a secretária reforçou um pedido aos estudantes: “Pedimos aos nossos alunos que procurem organizar seu horário em casa, que procurem ocupar seu tempo com as leituras indicadas e a realização dos exercícios passados pelos professores. Também pedimos que continuem em casa, mantendo-se em segurança”, ponderou.

 

Publicado em DESTAQUES

Estão abertas as inscrições para a 10° edição da Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente, promovida pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz). Os interessados devem acessar o endereço www.olimpiada.fiocruz.br e preencher um formulário de inscrição.

Anteriormente programadas para encerrar no dia 30 de junho, as inscrições foram prorrogadas até 13 de dezembro. A medida foi tomada em função dos impactos causados pelo enfrentamento da pandemia causada pelo novo coronavírus.

A Olimpíada tem como objetivo estimular ações, projetos e atividades educacionais voltadas para os temas Saúde e Meio Ambiente, reconhecimento do trabalho desenvolvido por professores e alunos nas escolas e a cooperação com a divulgação de ações governamentais criadas em prol da educação.

“A Olímpiada tem como finalidade fortalecer nos estudantes o desejo de aprender, conhecer, pesquisar, investigar e estimular a melhoria da saúde e qualidade de vida do País”, explicou Gisele Bordonal, chefe em exercício da Divisão de Educação Ambiental Temáticas da Seed (Secretaria de Educação e Desporto).

Podem participar estudantes do Ensino Fundamental, Ensino Médio e EJA (Educação de Jovens e Adultos), que desenvolveram projetos entre os anos 2019 e 2020 nas categorias áudio visual, produção de texto e projeto de ciências com as temáticas ‘Saúde e Meio Ambiente’, ‘Saúde e Qualidade de Vida’, ‘Natureza’ e ‘Sustentabilidade’.

No site da Fiocruz está disponibilizada uma biblioteca com diversos livros, artigos, matérias, entre outros materiais para auxiliar na produção dos projetos.

Além disso, a Seed, por meio do Depe (Departamento de Desenvolvimento de Políticas Educacionais), disponibilizará na próxima semana aos coordenadores pedagógicos das escolas, sugestões e estratégias de cada temática para o desenvolvimento dos projetos.

PREMIAÇÃO – Como premiação, o professor e o aluno representante do trabalho premiado viajarão para a cidade do Rio de Janeiro e participarão da cerimônia de premiação, de eventos culturais e pedagógicos entre outras atividades.

“Esse ano, a iniciativa premiará os 36 melhores trabalhos sobre saúde e meio ambiente com a viagem ao Rio de Janeiro para que alunos e professores vencedores participem de atividades cientificas e culturais”, destacou Gisele.

CAPACITAÇÃO – Para estimular a participação dos professores na Olimpíada, a Seed por meio do Depe realizou em setembro de 2019, oficinas pedagógicas. Participaram 220 professores, sendo 100 da capital e 120 do interior. As atividades foram em parceria com a Fiocruz.

O objetivo foi promover a aquisição de novos conhecimentos relacionados à saúde, meio ambiente e qualidade de vida. As oficinas foram presenciais, ministradas por técnicos da Fiocruz.

Os cursos foram nas modalidades de elaboração de texto, produção audiovisual e projeto de ciências. Cada temática teve a duração de oito horas. Os participantes tiveram aulas práticas e teóricas. Esta foi a segunda vez que técnicos da Fiocruz vieram a Roraima ministrar palestras para os profissionais da educação.

 

Publicado em DESTAQUES

A Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) disponibiliza a partir desta segunda-feira, dia 6, os serviços de atualização cadastral e negociação de débito por meio do Chat com o atendente virtual “Ed”. Além disso, os clientes também poderão requerer ligação de água e esgoto diretamente na agência virtual da empresa.

Para atendimento via chat, basta acessar o site da Companhia: www.caer.com.br, clicar no avatar localizado no canto inferior do lado direito a página e solicitar os serviços ao atendente virtual "Ed".

A agência virtual também está na página inicial, onde além destes novos serviços, os usuários podem solicitar segunda via de fatura, consultar pagamentos, acompanhar registros de atendimento, alterar data de pagamento, obter certidão negativa de débito, declaração anual de quitação de débito, consultar suspensão de fornecimento programado e obter informações gerais da empresa.

"Estamos fazendo o possível para melhorar o atendimento pelos serviços online, disponibilizando mais serviços pelo site e reforçando os outros canais de atendimento eletrônico. Tudo pode ser feito do conforto da casa dos usuários.", disse James Serrador, presidente da Caer.

ATENDIMENTO – Os clientes podem solicitar os serviços da empresa por meio site: www.caer.com.br; do aplicativo Caer mobile, disponível para android na Google Play Store e para iOS na App Store; o call center 0800.2809520 e também o e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

O atendimento virtual adotado pela empresa atende a Portaria Nº164/2020 (GEP/PRE/CAER), que estabelece procedimentos e regras para fim de prevenção e combate ao novo coronavírus, no âmbito da Companhia. 

A portaria atende ao decreto executivo 28.663-E, de 31 de março, que declara estado de calamidade pública diante do aumento expressivo dos números notificados de Covid-19. As medidas foram prorrogadas até o dia 10 de abril.

Publicado em DESTAQUES

Por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), o Governo do Estado tem colocado em prática todas as medidas necessárias para garantir a reestruturação da saúde em Roraima. Entre as ações, está a redução do tempo de análise de exames realizados pelo Laper (Laboratório de Anatomia e Patologia de Roraima), por meio da contratação de empresas, para promover a descentralização do serviço.

De acordo com o médico citopatologista e ginecologista, Gecel Ferreira, diretor técnico da Unidade, a capacidade do Laper precisa ser reforçada por conta da grande demanda registrada nos últimos anos. Uma vez que o Laper é a unidade referência em Roraima na análise de exames de anatomia e patologia, atendendo todas as unidades de saúde do SUS (Sistema Único de Saúde) no Estado e a rede particular, conforme a complexidade do caso. 

O diretor explica que o objetivo é diminuir o tempo de resposta da análise e, desta forma, acelerar a entrega dos exames.

“Há uma demanda reprimida de aproximadamente cinco mil exames, que estavam pendentes desde 2009, e, de acordo com as normativas do MS, o resultado, que antes deveria ficar pronto em 60 dias, diminuiu para 30. Então trouxemos essa realidade para a atual gestão e tivemos uma boa recepção por parte da Sesau, que demonstrou preocupação em resolver o problema”, esclareceu o diretor.

Mensalmente, o Laper recebe cerca de 500 exames para serem analisados. A Unidade continuará atendendo à demanda, mas o serviço será ampliado com a contratação de três empresas, que ficarão responsáveis pela análise de aproximadamente 150 exames por mês, cada laboratório, por um período de um ano. Um deles já está atuando.

“Esse foi um grande ato de coragem do secretário, que abraçou a ideia, entendeu a importância do Laper dentro da conjuntura da saúde roraimense, porque é ali que se formula o diagnóstico inicial de todas as doenças. Ele, corajosamente, enfrentou o desafio de sanar essas dificuldades enfrentadas há pelo menos 10 anos, e finalmente agora conseguimos essa vitória, graças ao olhar atento da gestão”, salientou o diretor. 

Conforme o secretário de saúde, Francisco Monteiro Neto, essa medida atende à política de trabalho do governador Antonio Denarium, preconizando que é dever da gestão conhecer as limitações de todos os setores que envolvem a administração e buscar estratégias de ação para sanar as deficiências e promover a resolução de maneira célere e eficiente. 

“A população ganhará muito, porque terá um resultado em tempo determinado como é de direito. E a classe médica também será beneficiada, pois terá condições de apresentar uma resolução muito mais rápida. Nosso maior objetivo é acabar com demanda reprimida e fortalecer todos os esforços para prestar a melhor assistência para a população que vive na capital e no interior também", enfatizou o secretário de Saúde, Francisco Monteiro Neto.

 

 

Publicado em DESTAQUES
Domingo, 05 Abril 2020 23:25

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

A Secretaria de Saúde, por meio do COE-RR (Centro de Operações Emergenciais em Saúde Pública de Roraima), torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorre diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal www.roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 171 notificações para o COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde. Deste total, 03 são considerados suspeitos, 126 foram descartados e 42 foram confirmados.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 36 casos foram notificados em Boa Vista, 03 no Bonfim e 03 na cidade de Cantá.

Em relação aos casos suspeitos, conforme o boletim deste domingo, 05, foram notificados 02 casos suspeitos em Boa Vista e 01 no Cantá.

Já sobre os casos descartados, 100 notificações ocorreram em Boa Vista, 10 em Pacaraima, 06 em Bonfim, 05 em Mucajaí, 02 em Rorainópolis, 01 no Cantá e 01 em Caroebe.

O Estado também contabiliza 01 óbito por Covid-19 no município de Boa Vista. Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES
Página 1 de 136