GOVERNO DO ESTADO DE RORAIMA

Postado em: Governo de Roraima - 18/03/2017 às 19:56
  • CANTÁ
    Repórter: GILVAN COSTA | Edição: ALBANI MENDONÇA | Foto: ASCOM/SEINF


    Suely Campos: “Já determinei ao secretário da Seinf que agilize para que seja feito um paliativo nas vicinais, de forma a garantir o tráfego durante o inverno”

     

     

    Os moradores da região do Projeto de Assentamento Taboca, no município do Cantá, estão mais confiantes num futuro melhor para as comunidades do entorno da Serra da Lua. Na manhã deste sábado, dia 18, a governadora Suely Campos entregou oficialmente a recuperação de 67,91 km da estrada que liga Boa Vista à comunidade Novo Progresso, onde foi realizada a cerimônia de inauguração. 

     

    A região é grande produtora de tomate, pimenta de cheiro, pepino, banana, entre outros hortifrútis, além de ter grande produção de peixes e bovinocultura, mas os agricultores e pecuaristas têm grande dificuldade para escoamento de sua produção.

     

    A governadora Suely Campos destacou que em sua gestão já foram investidos mais de R$ 10,5 milhões em recuperação de vicinais e reconstrução de pontes, melhorando a infraestrutura do município do Cantá.

     

    “Os problemas são muitos e os recursos são poucos. Queria que o Governo tivesse recurso disponível para atender todas as demandas dos moradores da Taboca, mas nós iremos fazer o possível. Já determinei ao secretário da Seinf que agilize para que seja feito um paliativo nas vicinais, de forma a garantir o tráfego durante o inverno”, afirmou.

     

    O agricultor Raimundo Pereira, morador do vicinal 2, disse que a recuperação da estrada vai melhorar bastante a vida dos produtores da região, pois vai diminuir o tempo e o custo para levar os produtos até Boa Vista. Ele aproveitou para entregar uma lista de demandas dos moradores da região para a governadora.

     

    “A maior produção de tomate que tem no Estado de Roraima hoje é no P.A. Taboca. Mas, nossas vicinais estão precárias e isso tem prejudicado os produtores, a ponto de o produto sair daqui de primeira e chegar a Boa Vista de terceira, devido problemas no transporte. Com a recuperação dessa estrada, vai melhorar essa situação, mas é preciso que o Governo recupere outras vicinais, onde também tem grande produção”, disse.

     

    Suely Campos garantiu que será feito um esforço conjunto do governo e da base aliada para alocar recursos para a recuperação de todas as vicinais da região da Taboca.

     

    “Vamos trabalhar um grande projeto, buscando emendas para que possamos recuperar as vicinais da Taboca. O deputado Brito Bezerra já destinou recursos para duas vicinais, a senadora Ângela Portela já se dispôs a ajudar e, assim, nos vamos recuperando nosso Estado”, garantiu.

     

    Nascido na região da Serra da Lua e morador da Taboca há 16 anos, o artesão Washington Tomé trabalha na construção de móveis rústicos e é presidente da Associação dos Moradores. Ele lembrou que a estrada estava intrafegável e sua recuperação vai melhorar a situação dos moradores da região.

     

    “Ela é de fundamental importância para o escoamento da produção do projeto Taboca, Vilhena e toda a área de fazendas e chega numa hora muito boa. E a governadora trouxe, além da estrada, a Casa do Produtor Rural e, daqui pra frente, a tendência é só melhorar”, comemorou.

     

    O QUE FOI FEITO - Os serviços foram feitos na RR-207 (recuperação de 6km), vicinal CTA-318, conhecida como estrada Tronco Malacacheta (recuperação de 29,55km e implantação de 1,91km) e CTA-314, conhecida como estrada Tronco Jacamim (recuperação de 30,45km), com investimentos de R$ 2.787.013,04.

     

    “Sabemos que o que foi feito não resolve todos os problemas da região, mas, como determinado pela governadora Suely Campos, a Seinf vai fazer o levantamento da situação das demais vicinais da Taboca e agilizar um processo paliativo de recuperação com as máquinas do Governo, de forma a garantir a trafegabilidade durante o inverno, até que possamos buscar recursos para realizar um trabalho definitivo”, concluiu o secretário Gregório Almeida.